terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Um pouco de poesia - por Clarice Lispector




Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.





JOY NA TREE FOR KIDS

A Joy tá fazendo o maior sucesso, as mães e as crianças estão amando...
As fotos abaixo eu tirei do blog da Joy.

Temos o vestido balonê, que vem com tic tac.
 Também temos essa linda bata branca.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL !!!



Queridos amigos blogueiros,
mais um Natal que passamos juntos.
Razões de sobra para agradecer a Deus, principalmente por Sua valiosa intercessão em nossas vidas, pela saúde com que somos abençoados e pela amizade que nos une.
Que Deus se faça presente entre todos nós e nossas famílias nesta ocasião e que derrame suas bençãos sobre nós: saúde, progresso, realizações de sonhos, alegrias, amor e paz de espírito.
Que este seja o momento de praticarmos a humildade, a generosidade e o perdão, lições que devemos aprender e aplicar também no ano vindouro.
Que nos tornemos a cada dia e a cada momento de nossas vidas pessoas melhores e que sempre possamos fazer feliz aquele que esteja ao nosso lado.

Que se sintam fortemente abraçados nesta oportunidade, transmitindo aos seus os meus votos de um FELIZ NATAL !!!

E mais um ano passou!!


Entre tijolos e canapés, adorações e corridas, rotina familiar e lugares inesquecíveis,
andaimes e sorrisos, perdas e amizades, lágrimas e brincadeiras de criança,
construção e sonhos, projetos e alegrias, termina o ano de 2010...


Desejo a todos um feliz Natal e um ano novo cheio de esperança, de luz e de amor!!!



terça-feira, 21 de dezembro de 2010

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

BRAULIO TAVARES , em clima natalino





Drummond: poemas natalinos


Fazer poemas sobre o Natal é algo que se espera de qualquer poeta. Um teste de admissão ao Empíreo dos Vates: será que o caro amigo consegue dizer algo de novo sobre um tema tão desgastado? O livro de estreia de Carlos Drummond, “Alguma Poesia” (cujos leitores comemoram 80 anos de seu lançamento) trazia logo dois. O primeiro, “O que fizeram do Natal”, começa com uma descrição melancólica: “Natal. / O sino longe toca fino. / Não tem neves, não tem gelos.” A descrição do ambiente se prolonga cheia de diminutivos (“coitadinho”, “burrinho”, “estrelinha”, “o deus nuzinho”) certamente ecoando a sensibilidade maternal das beatas e as dimensões do presépio. É somente no final que a guilhotina modernista decapita a cena: “mas as filhas das beatas / e os namorados das filhas, / mas as filhas das beatas / foram dançar black-bottom / nos clubes sem presépio”. Note-se a eficácia da repetição da frase. Quando o poeta repete “mas as filhas das beatas”, é como que considerando a menção aos namorados das filhas uma lembrança repentina e incômoda, e quisesse às pressas retomar o discurso interrompido: “Mas, como eu ia dizendo, as filhas das beatas...” E essa história de dançar black-bottom, seja isto o que for, é Modernismo puro.O outro poema, talvez um dos mais divertidos de Drummond, é “Papai Noel às avessas”, em que Papai Noel entra de madrugada pela porta dos fundos, examina a casa com olho de profissional, belisca alguma comida na cozinha, rouba os brinquedos das crianças e vai embora com o saco cheio às costas. Como desmistificação do espírito natalino, é uma ótima piada. Como narrativa, é excelente, e poderia ser usado como guia num oficina de roteiro para curta-metragem. Drummond sempre teve um olho cinematográfico e muitos bons momentos de sua poesia são decupagens perfeitas, de cortes precisos, de uma cena visualmente bem concebida. Há no poema os pequenos detalhes de linguagem com que Drummond dá tapas de luva na poética do século anterior. Veja-se o uso de expressões plebeias (“que nem”, “pegar fogo nas”, ao invés de “atear fogo às”) e de imagens dessacralizadoras para além da mitologia propriamente religiosa (“Um presidente da república de celulóide”). Quando o poeta diz que “a eletricidade bateu nas coisas resignadas”, que um galo “comunicou o nascimento de Cristo” e que o luar “abençoava os legumes”, cada expressão destas é uma pequena deseducação imposta ao leitor, como quem diz: “desaprenda o jeito antigo de falar dessas coisas, de pensar nessas efemérides, aquilo não existe mais”.O Modernismo foi um processo de substituir o olhar romântico pelo olho “esperto” com que Papai Noel localiza um queijo e come. Olho de rato, talvez; mas olho vivo, olho malandro, olho finório, olho irônico. Os poetas parnasianos e simbolistas eram tudo, menos espertos. A esperteza não vem do Empíreo dos Vates nem do Parnaso das Musas, vem das ruas, como veio o Modernismo, e para onde ia a poesia de Drummond.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Bananeiras

Demorou um pouco, mas aí vão as fotos e as impressões sobre o nosso final de semana em Bananeiras! Foi realmente super divertido, as crianças adoraram tudo, e eu fiquei super feliz em voltar à cidade tão querida, dos nossos tempos de adolescente, de tão boas lembranças (de escutar fitas cassete de Leandro e Leonardo, das cadeiras e colchões na kombi com seu Zorobabel, das fotos posadas na praça e na fazenda, das festas de São João no clube...); acho mesmo Bananeiras muito charmosa, com seu clima friozinho à noite, com suas ladeiras e suas casas antigas, parecendo uma cidade mineira.


No campo de golfe; a casa em construção; a ponte pênsil em uma das trilhas.

A piscina com a borda que parece se juntar ao lago; Clara aprendendo a remar e o pedalinho;
painho e os meninos já cansados de tanto andar.

Ficamos hospedados em uma pousada na cidade vizinha, Solânea, mas passávamos o dia inteiro no condomínio em Bananeiras, onde meu pai está construindo uma casa. O condomínio é realmente enorme e muito lindo, tem haras, campo de golfe, trilhas, lago, piscina, restaurante, engenho. Os meninos já reservaram a sua vaga na casa, assim que estiver pronta, para voltarem muitas vezes, afinal de contas, poucas coisas são tão legais como o contato com a natureza, clima de cidade do interior e companhia de avô!!!



Na pousada: João com o coelhinho, na árvore, no parquinho
e com o pato que ele achava ser de verdade.

A casa da Maga em frente à praça do Colégio; a praça tão enfeitada
que os meninos pensavam que estavam em Gramado rsrsrs!!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

DG GOURMET NA TV!!

Minha gente, abaixo o último texto do DG Gourmet, o blog da minha mãe.
Só consegui pegar o texto, porque nunca sei colocar fotos aqui!!!
Cliquem no link e confiram o post completo: www.dggourmet.blogspot.com
abs

"DG Gourmet na TV: Programa "De Olho em Você", com Astrid Bakke
Boa noite, meus amados e idolatrados clientes, leitores, blogueiros, internautas e amigos!
Hoje estou empolgadíssimaaa!
Como vocês provavelmente devem ter visto, através da caixa de comentários ao lado, fui convidada por Astrid Bakke, uma grande jornalista que matiza a televisão e o jornal paraibanos e, antes de tudo, querida amiga minha, a participar do seu programa “De Olho em Você”, para que eu falasse um pouco do DG Gourmet.
Fui um sucesso total! A entrevista foi agradabilíssima, na forma de um bate-papo gostoso e informal, permeado de assuntos por ela mesma intitulados de D-E-L-I-C-I-O-S-O-S!
A conversa foi junto ao chef Luciano Schermann, que, como eu, entrou no ramo há pouco tempo, porém esbanjando talento; eu, na área dos banquetes, como vocês,meus queridos, já sabem, e Luciano, quem lhes apresento, na área dos chocolates, brigadeiros finos, cupcakes e outras guloseimas doces (provei e aprovei! Parceria provável!).
Astrid Bakke, com seu dom jornalístico nato e com a simpatia que lhe é intrínseca, conduziu o programa e o papo com desenvoltura, e nós, nervosos que estávamos, rapidamente nos sentimos em casa e falamos sobre nossa história, sobre os novos empreendimentos, o DG Gourmet (chefiado por euzinha) e o Seu Brigadeiro ( este, encabeçado por Luciano Schermann e um amigo), sobre nosso dia a dia e sobre o turbilhão de encomendas que surgem a cada instante!
Pelo visto, a DG Gourmet promete crescimento meteórico, graças ao meu bom e fidelíssimo Deus! Confiram as fotos! Ah! O programa “De Olho em Você” será exibido durante esta semana, na TV Master, nos seguintes horários: quarta-feira (15-12-10), às 22h, quinta-feira(16-12-10), às 7h e às 16h45min, sábado (18-12-10), às 21h e domingo (19-12-10), às 17h30min. Também estará disponível no portal www.tvmaster.tv. "

sábado, 11 de dezembro de 2010




Ontem à noite eu e meu marido, Leonardo, a convite de alguns amigos, fomos conhecer uma novidade gastronômica da nossa cidade, o Quintal Restô, um pequeno e aconchegante bistrô, pertencente a um casal de chefs super simpáticos e competentes, Filipe e Marcela.
Escondido em uma rua de Manaíra e aberto há cerca de dois meses, o restô só atende mediante reservas e a no máximo 20 pessoas por noite, no sistema de menu degustação, ao valor fixo de sessenta reais por pessoa. Ou seja, não tem cardápio a escolher, você vai na agradável aventura de experimentar a criação da noite. Mas pode estar certo que não se arrependerá !
Para terem uma ideia, o cardápio de ontem consistia no couvert; o primeiro prato foi um medalhão de salmão em crosta de gergelim e molho agridoce, acompanhado de arroz negro; o segundo prato foi filé mignon com cogumelos shimeji e shitake frescos e creme de mandioquinha. Para completar, brownie com sorvete de cupuaçu, espetacular !!!
O lugar é bem agradável, super ajeitadinho, e a comida muito boa. Por isso, uma dica a ser compartilhada com os colegas do blog...
Quem sabe marcamos uma reuniãozinha por lá ??
"Valeeee a penaaaa !!!!"

P.S.1: O blog deles é www.quintalresto.blogspot.com
P.S.2: Segundo Filipe, quando da reserva pode ser conversado a respeito de restrições alimentares ou informado a respeito dos pratos principais da noite (para quem não quiser a supresa completa !! rsrsrs)

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Missão cumprida


Ontem decidi que, finalmente, eu encararia o trabalho e a preguiça, mas montaria logo a nossa árvore de Natal. Além disso, pela tradição que temos aqui em casa, já estava um dia atrasada (pois o dia que montamos a árvore é 06 de dezembro, dia de São Nicolau, o nosso Papai Noel). Realmente este ano não estava no "clima", não comprei nenhum enfeite novo; pelo contrário, as minhas bolas e minhas luzes estão em fase terminal; Clara e Pedro ainda em semana de provas, João com febre e sinusite, mainha sem tempo para me ajudar, enfim, parecia a coisa certa a fazer na hora errada. E de repente, a obrigação estava me divertindo, e tudo foi se encaixando, achando seu lugar na árvore: as bolas com os pendentes colados, o anjinho com a asa quebrada, a fiação com tantas luzes já sem acender, os brinquedos velhos dos meninos, o retalho de tecido e as fitas amassadas de tantos laços. E por vezes, assim também é a vida: pegamos um monte de coisas imperfeitas e desconexas e sem esperar vemos surgir algo lindo e especial. Como uma simples árvore de Natal.



domingo, 5 de dezembro de 2010

enfim, Paraíba!

Depois de um ano loooooongo de espera.
Amanhã eu aterisso aí no Aeroporto Castro Pinto! :)
a última vez que estive nessa terrinha eu saí MUITO bem. Totalmente recuperada da picada de aranha, forte, cheia de energia e entusiasmo pela vida.
Muita coisa aconteceu este ano. 2010 foi maravilhoso.
Patagônia, São Paulo, Rio de Janeiro, Alaska, California, Wyoming, Utah, New York, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio de Janeiro, São Paulo e .. João Pessoa, amanha!.. faltam menos de 12 horas.

Well tenho milhoes de estórias para contar, muita energia para gastar e muito Amor para dar!
Também várias idéias socio-psico-ecologicas para meus sobrinhos queridos do coração!

até amanhã!no cume do Cathedral Peak - Tuolumne - California ( na véspera do meu aniversário este ano)

beijos!
Nana

Inauguração - Tree for kids + Berinjela !!!

Na última quinta-feira, foi inaugurada em grande estilo as lojas das nossas queridas amigas deste blog: Valéria, Gisela e Pri. A festa foi linda, e o sucesso, imediato. Como prometido, cheguei cedo pra fazer toda a cobertura, só esqueci de carregar a máquina antes de ir, por isso nem deu pra tirar fotos de Pri e dos convidados que chegaram depois.

A loja tem peças realmente lindas e diferentes; adorei essas toalhas de
bichinhos e os vestidos-fantasias.

A vitrine ficou linda com o balanço e a árvore; a arrumação dos doces na festa
e a alegria das sócias da Tree, Maga e Gi.

A loja da Berinjela está um sonho de tão linda!!! A cortina de bonecas, a
casinha cheia de carneirinhos; as peças de mostruário e as bonecas e caixas
cobertas de tecido.


Sabe aquelas lojas em que vc entra, olha em todas as direções, olha de novo
e mais uma vez e ainda não viu tudo que há pra ver?!! É tanta coisa linda junta
que a gente não dá conta ! As bonecas trigêmeas são as minhas favoritas.
 Para quem não pôde ir à inauguração, tem que ir agora de todo jeito e conhecer tudo de perto e pra quem já foi, tem que ir de novo, porque tem muitas mercadorias novas. Uma ótima opção de presente são as peças confeccionadas pela própria Tree: vestidos, calças, shorts, camisas e bodies básicos, em cores vivas para combinar com tudo que a criança já tem em casa. Além disso, outra sugestão são as fadinhas para pendurar e as bonecas de pano.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Musicoterapia para Prematuros

Música ajuda bebês em UTI neonatal de hospital na Paraíba

Implantada há quase um ano, a musicoterapia tem melhorado o desenvolvimento de prematuros no Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho, em João Pessoa (PB)


Quando a UTI Neonatal do Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho, em João Pessoa, foi inaugurada, em dezembro de 2009, a coordenadora Alexandrina Cavalcante Lopes Galvão procurava não só equipar a unidade com o que havia de mais moderno, mas também implantar projetos humanizadores. "Percebemos que os recém-nascidos prematuros ficavam confinados e perdiam o vinculo com a mãe, já que não tinham a presença dela o tempo todo. Pesquisamos muito e buscamos um projeto que beneficiasse a mãe e os bebês, fosse de baixo custo e tivesse uma linguagem universal", conta Alexandrina.

Foi assim que começou o trabalho de musicoterapia. Pela manhã e ao final do dia, durante 30 minutos de silêncio total, os bebês escutam músicas clássicas, sons da natureza e canções de ninar. Os resultados foram praticamente imediatos. Um levantamento feito com os participantes do projeto mediu quatro parâmetros: freqüência cardíaca, temperatura corporal, freqüência respiratória e oxigenação. "Dos 100 bebês que já passaram pelo projeto, mais de 50% apresentaram melhoras em todos os parâmetros e apenas 12% não tiveram melhora em nenhum dos parâmetros". Segundo Alexandrina, a música age diretamente no cérebro e diminui o sofrimento de uma maneira visível: o rostinho fica menos enrugado, a expressão de dor diminui e o bebê fica menos agitado.

Desde o primeiro mês de vida, José Carlos Eduardo Batista da Silva, hoje com 6 meses, participa do projeto de musicoterapia. Ele nasceu com falta de oxigenação no cérebro, chamada de anoxia, e está na UTI neonatal do hospital desde então. A mãe Fabiana Batista da Silva, de 24 anos, diz que o filho reagiu muito bem ao tratamento. "Antes ele ficava mais paradinho. Agora, quando eu converso com ele, vejo que fica mais atento ao que eu falo. Acho que melhorou a auto-estima dele também". Fabiana participa da musicoterapia com o filho sempre que pode no período de 4 horas que passa na unidade, das 17h30 às 20h, todos os dias. E José tem suas preferências musicais. "Ele não gosta muito de Mozart, quando escuta fica agitado, se mexe bastante. Prefere música de ninar. A que ele mais gosta é a 'Hora do Banho'. Quando ouve, se acalma, fica tranqüilo", conta Fabiana.

Os benefícios do projeto vão além da saúde dos bebês. Além de ter diminuido o tempo de permanência dos recém nascidos na UTI neonatal, a musicoterapia deixou as mães mais tranqüilas e as aproximou dos filhos, já que elas também ouvem a música com eles. Até a equipe médica sentiu os efeitos positivos. "Eles adoram o momento, dizem que relaxam, porque também estão sob estresse dentro da UTI, cuidando dos bebês".

O tratamento também já acontece nas unidades mãe-canguru – terapia em que os bebês ficam em contato direto com um dos pais, sem roupa, com o objetivo de fortalecer a imunidade e ganhar peso – e no banco de leite. "Para as mães lactantes, a música diminui o estresse e aumenta a produção de leite", diz Alexandrina, que agora quer estender a musicoterapia para as salas de parto e o alojamento conjunto, e individualizar o procedimento. "Algumas mães já começaram a gravar com a própria voz as músicas que cantavam para os filhos quando estavam grávidas para que ele escute na UTI. Também queremos gravar a batida do coração da mãe". Tudo para ajudar os bebês a se recuperarem mais rápido e aproximá-los da mãe.

(Referencia: revista Crescer, extraído do site www.revistacrescer.globo.com)