sexta-feira, 13 de abril de 2012

Escalando o Corcovado

video

Ha bastante tempo que queria fazer esta escalada no Rio, mas nunca aconteceu, por questoes de tempo ou mudanca climatica.

Ainda bem. Nao sei se realmente tudo tem a hora certa para acontecer, prefiro acreditar mais que as coisas so vem quando a gente esta pronta para enfrentar.

Mas agora, eu sinto que estou em um momento muito luminoso na minha escalada. Tenho feito isto ha 11 anos e nunca pensei que fosse me tornar profissional e ensinar pessoas do mundo inteiro, nao somente a arte de escalar montanhas, mas, especialmente transmitir a paixao pelo mundo natural; ajudar a desenvolver a conexao com a natureza externa e a natureza interna.
Atualmente sinto o poder que a atividade e a natureza me deram. Decisoes nao sao dificeis de serem tomadas e analise de risco ocorre espontaneamente a cada segundo.
Existe risco em tudo que a gente faz. Tudo. Mas o perigo é o resultado da relacao que voce tem com o que é arriscado.

Um aspecto que é de fundamental importancia quando voce adquire muita competencia no que faz é prestar atencao no seu proprio Ego, que tem o potencial enorme de ser tornar o principal ameaca. Um estado de "overconfident" (super confiante). Pode camuflar a sua visao de uma forma abrangente.
Eh importante manter esta "luzinha" de alerta do nosso Ego ligada.

A face Sul do Corcovado tem cerca de 800 metros. Eh uma parede imponente, 100% vertical e alguns trechos com pequenos "tetos". Esta escalada foi especial porque a realizei em estilo "solitario" - ou seja, fui sozinha, sem ajuda de ninguem -

O que significa que comeco subindo (com corda) e fazendo minha propria seguranca. O risco de caida é exatamente o mesmo do que estivesse escalando com um parceiro(a).
A medida que "estico" 60 metros de corda, eu tenho que fixa-la em uma "estacao" fixa. E entao, mudar procedimentos e descer a corda fixa e solta-la na parte de baixo (pois nao tem ninguem para fazer isto ou subir e chegar ate mim). Depois que eu solto a parte de baixo, eu tenho que subir novamente pela corda fixa, usando um terceiro tipo de sistema e outros equipamentos.
Enfim, no final eu faco o percurso de 60 metros 3 vezes. Esta via que escalei tem 8 trechos de 60 metros! = 480 metros.

Eu so consegui fazer 4 x 60 metros, ou melhor, tendo em vista que percorri cada trecho 3 vezes, escalei 720 metros.
Eh uma escalada que escolhi justamente por ser desafiadora, tanto no nivel mental quanto fisico. O tempo inteiro sua concentracao tem que estar 100% focada no que esta fazendo, as transicoes de sistemas, checar se os equipamentos estao travados, ser eficiente e nao perder tempo, ter uma organizacao de equipamentos impecavel, ter muita forca de vontade para nao desistir logo! e lidar com procedimentos repetitivos o tempo inteiro.
Nossa!! foi um trabalhao! Meu cansaco foi mais no nivel fisico, eu estou muito bem condicionada, acho que estou na minha melhor performance fisica desde que comecei a escalar, mas no quarto trecho, ja estava esgotada. Subir a corda fixa (terceira etapa), toma uma energia tremenda do seu corpo, pois voce vai rebocando seu corpo pela corda. Eu acho que nunca suei tanto na minha vida e devo ter emagrecido no minimo 3 kg so neste dia.

Mas, foi uma experiencia inexplicavel. Uma experiencia de maturidade com minha escalada, com minha tecnica. Um exercicio de auto-conhecimento de minhas emocoes (na maioria das vezes la o que eu mais sentia era frustracao, pois sempre tem alguma coisa que engajava em outra e a corda ficar presa e lidar com todos estes imprevistos com a mente tranquila, com seguranca e nao deixar dominar-se por ansiedade, estresse ou raiva).

Entao, estou aqui compartilhando um pouco esta experiencia intima com voces. A parte mais dificil foi sair da mata no caminho de volta, me perdi um pouco (mesmo indo fazer a "trilha" um dia antes e marcar todo o caminho!) e perceber o quao fragil e ameacada eu me sinto na cidade, com a possibilidade de outro ser humano me fazer algum mal. Enquanto estava la em cima, na parede, tudo era paz e totalidade.

O Rio continua lindo.
beijos!!

5 comentários:

  1. Nana, admiro demais sua coragem, sua determinação e seu empenho ao longo desses anos para se tornar a excelente escaladora que é hoje, mas pra ser bem sincera, ver esse vídeo me deu uma aflição enorme, sabe aquelas coisas que vc sabe que acontecem, mas não quer ver bem como rsrsrs?!!Haja reza pra vc, minha querida irmã!!

    ResponderExcluir
  2. Mary Stuart, você é simplesmente o MÁXIMO!!! E sabe o que achei melhor? Seu lindo sorriso no final do vídeo.
    Bjs e saudades.

    ResponderExcluir
  3. Nana, uma curiosidade: você sabe dizer o peso (em média) que você leva em uma escalada como essa, em cordas e equipamentos ?
    Ah, bom de ver que, além do Rio, você também continua linda. Deu para perceber a sua felicidade naquele sorrisão lindo que Dêda comentou !

    ResponderExcluir
  4. Obrigada!! :) eu estou em um momento bem feliz mesmo! :)
    hum.. Re, eh bastante peso rsrsrsrs :).. para esta escalada deve ter sido uns 20 quilos.. por ai.. :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  5. Nana, tem uma frase que gosto muito que diz assim: "Todo ser humano é um abismo. Só de olhar de perto dá vertigem!". Há 11 anos lembro de você competindo em escaladas in door em Recife e você só parecia "muito habilidosa". Muitos anos de trabalho e esforços árduos e aí está um vídeo de você escalando o Corcovado! Orgulho, reza, a minha vertigem, só de ver o vídeo... e o desejo de que você seja sempre feliz.

    ResponderExcluir